Impacto de um projeto de intervenção comunitária nos diagnósticos de enfermagem

Main Article Content

Ana Filipa Martinho
Maria de Lurdes Varandas

Resumo

São vários os fatores que têm contribuído para o envelhecimento da população e envelhecer com qualidade constitui um desafio, ao qual o envelhecimento ativo pretende dar resposta. Neste sentido, procedeu-se ao desenvolvimento e implementação de um projeto de intervenção comunitária com o objetivo de avaliar o seu impacto nos diagnósticos de enfermagem. A metodologia utilizada no desenvolvimento do projeto foi o processo de planeamento em saúde, e os referenciais teóricos foram o modelo de promoção da saúde de Nola Pender e o modelo de educação competencial de Lemieux e Martinez. O Questionário de Avaliação Funcional Multidimensional de Idosos (OARS-PT) foi o instrumento escolhido para o diagnóstico de situação, aplicado a uma amostra de 45 idosos (34,6%), selecionada pelo método não-probabilístico, do total de 130 dos idosos que frequentam um Centro Social Paroquial da área de Lisboa. Os problemas identificados foram priorizados segundo os critérios: magnitude, transcendência social e económica, e vulnerabilidade. Resultaram como problemas prioritários (diagnósticos CIPE®): tristeza demonstrada, sono alterado, desolação demonstrada, bem-estar físico alterado e exercício não adequado. Optou-se por uma intervenção dirigida a grupos, com alicerce na Educação para a Saúde (EpS). Com foco nos três domínios de aprendizagem, as estratégias, métodos e técnicas escolhidas, tiveram por base o reforço do papel da família, as relações intergeracionais e a valorização da pessoa idosa na sociedade. A avaliação da intervenção, de acordo com os indicadores de processo e de atividade, sugere alterações ao nível da saúde física e mental, com contributos para a melhoria da qualidade de vida dos idosos.  

Palavras-chave: Envelhecimento ativo, Idosos, Diagnósticos de enfermagem, Promoção da saúde

Downloads

Não há dados estatísticos.