Da Rua dos Ourives da Prata à Rua Bela da Rainha: as lojas dos ourives da prata em Lisboa na segunda metade do século XVIII

Main Article Content

Rita Carlos

Resumo

A segunda metade do século XVIII constituiu, para a ourivesaria da prata lisboeta, um período de mudança provocado não apenas pelas alterações estéticas, mas também pela conjuntura social, económica e política, em parte decorrente da devastação do terramoto de 1755, cujos contextos concorreram para a elevação deste ofício na cidade. Lisboa era observada como local de confluência, circulação de novas ideias, disseminação de informação e novas oportunidades, que justificavam a apetência de ourives da prata chegados de diversos pontos do país para exercer o ofício na capital. Neste período, o arruamento do ofício cingia-se, com apertada obrigatoriedade, à Rua dos Ourives da Prata, então localizada na freguesia de Santa Maria Madalena. Contudo, este facto viria a alterar-se devido às circunstâncias de reconstrução provocadas pelo cataclismo de 1755, período em que a geografia da cidade e a respetiva distribuição das ruas e freguesias iriam conduzir a uma mobilidade dos ourives ao nível da sua distribuição no espaço urbano da cidade.

Palavras-chave: Ourives da prata, Loja, Lisboa, Ourivesaria, Rua Bela da Rainha

Downloads

Não há dados estatísticos.